Dores nas costas, problemas de postura ou desconforto quando se passa muitas horas sentado. Estas são as principais queixas vindas do mundo profissional dos dias de hoje e o que leva as várias marcas de mobiliário para escritório (incluindo as cadeiras ergonómicas) a desenvolverem soluções que melhorem a qualidade de vida dos profissionais durante o seu horário de trabalho.

Por isso, nunca como agora se aconselha optar por cadeiras de escritório ergonómicas, que beneficiem a boa postura e evitem problemas de costas irreversíveis. Assim, a preocupação pelo conforto dos colaboradores está presente nas empresas mais dinâmicas e modernas, ainda que isso nem sempre seja a principal prioridade.

A tendência em proporcionar aos colaboradores ferramentas que representem um baixo custo, mas que sejam suficientes para que desenvolvam o seu trabalho ainda é uma constante, ainda que cada vez mais surjam provas de que, apostar em cadeiras de escritório de qualidade só traz vantagens.

Isto porque, uma cadeira ergonómica proporciona toda a comodidade a um profissional para que este possa trabalhar sem interrupções, devido a dores ou a desconfortos proporcionados por assentos menos confortáveis ou desprovidos de qualquer ergonomia. Tal leva a uma maior produtividade e isso que agrada às empresas mais competitivas e orientadas a resultados.

Se ainda tem dúvidas de que uma cadeira ergonomica é uma aposta para o futuro no que toca ao bem-estar que lhe proporciona no seu contexto profissional, deixamos-lhe 5 benefícios que podem mudar totalmente a sua perspetiva:

Adeus má postura no trabalho: uma cadeira ergonómica de alto desempenho proposta por marcas de topo como a Herman Miller, por exemplo, privilegia o conforto dos colaboradores no seu local de trabalho. Através de encostos reguláveis e que se adaptam a qualquer tipo de movimentação, permitem uma postura confortável a quem passa muitas horas sentado à frente de um computador.

→ Alívio considerável da pressão nos ombros: através de materiais de qualidade e uma tecnologia inteligente, uma cadeira ergonómica de alta performance dá uma resposta imediata ao movimento e reduz pontos de pressão. Assim, encostos ou apoia-braços ajustáveis, oferecem uma maior descompressão na zona dos ombros e cervicais, facilitando a concentração e o bem-estar.

→ Maior apoio e relaxamento lombar: uma cadeira ergonómica é uma garantia no apoio lombar, o que facilita uma postura correta da coluna na posição sentada. Através de suportes ergonómicos que suportam e equilibram qualquer peso, estas revelam-se um apoio básico para a sua coluna, evitando distúrbios músculoesqueléticos na zona das costas, ou mesmo nas pernas ou braços.

→ Maior movimentação e inclinação ativa: os encostos ajustáveis em diferentes medidas são uma das grandes características das cadeiras ergonómicas e os seus benefícios há muito que são comprovados. Favorecem uma movimentação e postura ativa, através de costas da cadeira reclináveis, que proporcionam uma boa postura e relaxamento muscular.

→ Concentração e máxima produtividade no local de trabalho: a correta postura no trabalho, favorece a concentração e a produtividade dos colaboradores de uma empresa. Ao reduzirem o desconforto que uma cadeira de escritório não ergonómica pode provocar, faz com que os mesmos não tenham que suportar qualquer encargo físico.

cadeiras ergonómicas no trabalho

Cadeiras ergonómicas Herman Miller: a resposta às necessidades atuais

A Herman Miller é um dos grandes exemplos de sucesso, no que toca à produção de cadeiras ergonómicas preparadas para proporcionar o máximo conforto em distintos ambientes de trabalhos. Prova disso, é a sua aclamada e icónica cadeira Aeron. Considerada uma das melhores cadeiras de escritório do mundo, não é à toa que ganhou esse estatuto no mercado do mobiliário para escritório.

Com um alto desempenho ergonómico, proporciona um equilíbrio do peso harmonioso, através de um suporte ergonómico de topo que acompanha a movimentação e permite o relaxamento de todo o corpo, independentemente do número de horas que necessite trabalhar.

Saiba para que foram projetadas as cadeiras ergonómicas →